Poemas de Varenka de Fátima Araújo

Poemas de Varenka de Fátima Araújo
 
 
Amor eterno
 
Que bonito são teus olhos
Eles ficam a me olhar
E eu fico a suspirar
Querendo te namorar
 
Que bonito são teus lábios
A sussurrar palavras de amor
Eu fico com um doce afável prazer
Querendo te beijar
 
Que bonito são tuas mãos
Que adejam no ar feito pássaros vivos
Com teus talentos múltiplos
Que me fazem sentir sensações agradáveis
 
Que bonito é o teu olhar
Amor perfeito
Que eu sempre sonhei
Amor, amor eterno
 
Varenka de Fátima Araújo
 
 
 
Liberdade do vate
 
Ó tu liberdade
Os abutres, horripilantes lobos
Levaram para outros ares
No meu canto, inspira cheiro de bifes
Entrando neles cortes com palavras em escarlates
Vem à modesta morada do poeta que expelem letras
Galgam por seus esforços por todos os cantos
Com festivais de trovas, poesias, poemas, sonetos
Maleáveis com firmeza em reflexões, prosa ou versos
Eles habitam na divindade, merecedores
Haja paz, haja alegria, haja harmonia
Como o poeta das flores com vigor
Com garbo primor, serão eternos
No álbum do vate, um livro com liberdade
 
Varenka de Fátima Araújo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s